Lá na casa.

Aqui na minha casinha de cera eu perco o sono.
Viro menininha doce; inocente.
Sirvo chá aos visitantes.
E arrumo a cama sempre que alguém precisa passar a noite.
Aqui na minha casinha de cera as janelas ficam abertas.
E aqui na casinha sou de cera como o resto.
Sou valente, sou astuta. Sou bem grande, sou gigante.
Varro os cômodos e tiro o pó.
E deixo tudo cheirando a ameixas.
Na casinha espaçosa quanto bela.
Na casinha rosinha e amarela.
Na casinha, minha casa. Toda minha!
Aqui na minha casa de cera eu perco o sono,
e tudo que eu quiser, será!

8 Comentários:

Bárbara Garcia comentou:

Ah, que bonitinho! Eu fico impressionada com pessoas como você que escrevem poemas, eu só fico nas narrações, dissertações, blablabla.

Beijos.

A. Lima comentou:

felicidade mora na sua casinha de cera...
eu? uma vez ou outra corro pro meu castelo encantado *-*

Indigesto e Irrequieto comentou:

"E aqui na casinha sou de cera como o resto"

Muito legal o texto.. muito criativo.
=D

Monique Premazzi comentou:

Que fofinho *-* Me fez falta brincar de bonecas agora.

É lindo ter pensamentos tão puros e saber descreve-los dessa forma.
Blog lindo, sempre.

xx

Naty Araújo comentou:

Na casinha de cera é o melhor lugar pra se viver, pra se morar.
Não importa onde esteja... se nos faz bem, esse é o lugar.

Amei a postagem... lembrei da minha infância.

Monique Premazzi comentou:

Voltei pra dizer que tem post novo *-*
xx

Veronica Rodrigues comentou:

ai que blog lindo!
amei, to seguindo. obrigado pela visita..um beijo grande!

Naia Mello comentou:

voce escreve tão bem. me faz tão bem ler os seus dizeres.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth