Ele - Sorriso Torto.

Amo o jeito como os seus olhos se mexem à procura de respostas.
Amo ver a sua postura séria, o movimento que faz ao cruzar os braços e a forma impaciente com a qual seus dedos dançam ritmadamente: o encaixar e o separar.
Amo o contorno desajeitado do seu corpo quando se inclina e beija minha testa, segura minhas mãos.
O seu sorriso torto! O meu sorriso torto. Ele se abre lentamente fazendo inflamar as suas bochechas.
Amo fazer piadas de como ele se ajeita, se compõe e recompõe... O seu andar e o som das palavras distraídas que seus lábios professam.
Não te amo menino! Não na intensidade que tu desejas. Mas te amo como um todo.
Todo esse expresso no seu tão meu sorriso torto.
E se eu te perder menino, não te perco! Porque toda vez que você passar de rosa ao vermelho-roxo e no seu rosto se iluminar o meu velho sorriso maroto, eu vou lembrar de ti.


Texto para o meu menino Carlos Alexandre, o amigo que fez e faz dos meus dias um ambiente favorável aos sorrisos.

Ps: Texto do dia 08 de Setembro de 2009. Escrito entre as duas escadas do meu pé de cajú favorito do CEFET.  
Photo: Deviantart

1 Comentário:

Tati comentou:

"Não te amo menino! Não na intensidade que tu desejas. Mas te amo como um todo.
Todo esse expresso no seu tão meu sorriso torto.
E se eu te perder menino, não te perco!"

Perfeito. Amei.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth