Resumo de ontem.

Dia dos Namorados... Eu não sou de dizer coisas que faço ou deixo de fazer no blog, mas meu dia (ontem) merece uma postagem.
Aula pela manhã no CEFET seguido do "gelo" que meu professor de Máquinas Elétricas deu.
Ele não foi aplicar a prova que tem duas semanas dizendo que vai aplicar ¬¬.
Meio-dia fomos (Raffa, Karine, Elimar e eu, claro!) comer em uma lanchonete bacana que fica no mesmo bairro da escola técnica na qual estudamos. Conversa vai, conversa vem, todos resolveram falar dos namoros passados e atuais, dos presentes que ganharam e que gostariam de ganhar e coisas relacionadas.
Como é uma porcaria estudar no sábado, muito chato mesmo e ainda mais quando a sua escola é em uma outra cidade como no meu caso, fiquei tentada a vir embora mais cedo e encontrar com Deivid antes do previsto. Mas eu fiquei para não levar falta. Fomos caminhando, conversando, rindo e tudo mais até que chegamos no colégio e descobrimos que éramos os únicos seres vivos lá depois da natureza que cerca tudo. Sentamos em frente a sala dos professores no segundo andar e eu e Karine fomos dançar forró e tentar fazer com que Raffa (nosso best friend) que detesta dança, tentasse ao menos aprender um passinho simples, mas nada. Ele se recusou e nem deu atenção. Então fomos deitar, ouvir música e fofocar sobre a vida amorosa de Elimar. Pense em alguém cheio de coisas para contar? É ele!
Eu e Raffa ficamos ouvindo Gal Costa enquanto Karine ouvia tudo que ele dizia atentamente. Fiz poucos comentários porque não tenho muita intimidade. Lá para uma hora, apareceu três professores que estavam aplicando a prova da Olimpíada Brasileira de Matemática e ficaram abusando perguntando se tínhamos formados casais para os Dia dos Namorados. Eu tinha previsto isso: eu e Raffa ouvindo música num canto e Karine conversando com Elimar do outro; muito sugestivo!
Não fomos para casa depois da lanchonete devido ao curso de AutoCad que é no sábado e pela tarde.
O curso começa 13:30 hs, mas até a horário em que ficamos no colégio, nenhum professor apareceu. Sai de lá quase duas horas da tarde ¬¬.
Peguei meu bus para casa e fui descansar/arrumar tudo para quando Deivid chegasse aqui.
Nesta época do ano na Bahia, chove sem parar. Então sair de noite no Dia dos Namorados seria um desafio. Deivid chegou aqui com uma sacola enorme umas seis horas da noite e eu tive que esperar. Ele não queria que eu visse o presente antes dele entrar e procurar um lugar favorável para a abertura do presente.
Depois que ele achou um lugar (que foi na sala mesmo na frente de todo mundo), eu fui falar com ele e saber o motivo de tanto mistério.
Valeu muito ter esperado, ficado presa no quarto e não vê-lo durante uma semana. Eu gosto de coisas práticas, não curto coisas para se guardar num canto do armário, mas Dia dos Namorados, é Dia dos Namorados e quanto mais Dia dos Namorados for o presente, melhor!
Não que eu estivesse ligando para ganhar presente, mas foi porque ele ficou instigando a minha curiosidade, falando em lugares que tinha ido e em ideias que teve. Isso é de atormentar qualquer pessoa!
E lá estava, uma cesta enorme da Cacau Show, com todos os tipos de chocolates e trufas e com o coração mais gostoso de pelúcia que eu já abracei *--------*. Pode até parecer brega, mas tudo estava arrumado perfeitamente e eu sou VICIADA em chocolate. Presente melhor que esse só um final de semana em alguma praia paradisíaca do litoral baiano.
E o que ele me escreveu? *-------* Eu estou besta até agora...
Ele disse que gostou do meu presente e quero muito acreditar que foi de verdade. E que ele use muito, muito!
Depois fomos sair! Nada longe por causa da chuva, mas nisso perdemos de ir ver a Orquestra da UFBA que estava aqui em Camaçari tocando lindamente para os apaixonados e de ir dançar forró no Shopping. Afinal, minha mãe também comemora Dia dos Namorados e saiu para vários lugares ontem à noite. Mas como fugimos da minha casa para andar um pouco, não deu para pegar a carona para o centro da cidade.
Quando voltamos fizemos nossa própria festa. Chegamos na minha casa umas nove horas da noite e ficamos dançando juntinho, rosto colado e sussurros até...
Depois das onze ele foi embora e eu fui dormir morta de cansaço na esperança de acordar tão feliz quanto fui dormir para passar o dia com meu amor.

E vocês, o que fizeram ontem?   Beijos a todos!

6 Comentários:

Lu Vieira comentou:

Bell, vim aqui agradecer a sua visita no Máquina de Letras e conhecer o seu cantinho. Gostei de vir aqui e você escreve bem.

Hummm, estou sem namorado. Mas lembrei que 14 anos atrás tive o meu primeiro emprego. Quando fui apresentada aos meus colegas, quase todos perguntaram: "Você tem namorado?" Foi muito bom relembrar o meu primeiro dia no meu primeiro emprego, hehe. Então, ontem comemorei os 14 anos de namoro com o emprego, rsrs.

Beijos!

Tati comentou:

Encantador ler o seu dia. Gostei da maneira que desenhou os movimentos.

Grande Beijo

dianaBruna comentou:

OOooolha, eu também ganhei chocolate da CacauShow *-*
Nindo nindo e gostoooso
hehehehehe
E saimos ontem para passear na praça aqui perto de casa, como fazíamos no comecinho do namoro; que é para lembrar de quando tudo era bem simples, antes de complicarmos tudo, e pra dar força pra que volte a ser só o simples amor.
=*
bjinhooos amiga

meus instantes e momentos comentou:

e viva o amor.....
belo texto.
Muito bom teu blog.
Maurizio

@juusep comentou:

OMG! ficou muito grande :O
n li, desculpa. podia mentir ne? :)
beijos.

Mariana Lopes comentou:

EU GANHEI UM NAMORADO DE DIA DOS NAMORADOS KKKKK fiquei suuper feliz *DDDD

Também estudo no CEFET, mas é no RN, sou caloura :D

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth