Gêmeas.


- Ana, eu tenho medo.
- Eu estou aqui, Bia!
- Eu sei, mas eu tenho medo.
- Lembra quando você quis andar de cavalo?
- Claro. Você ficou tremendo feito louca.
- Mas eu andei, não foi?
- Andou sim...
- E você sabe o motivo?
- Eu penso nisso às vezes, mas não tenho nada concreto.
- Foi você, Ana.
- Bia... não precisava fazer isso por mim.
- Claro que sim! E sempre vou fazê-lo, até o fim.
- Eu te amo Ana.
- Eu te amo Bia.
- Eu te amo primeiro!
- Eu te amo mais!
- Mas eu nasci primeiro, então eu amo mais!
- Você nasceu dois minutos antes, sua boba.
- Por isso mesmo!
- Tanto faz, eu te amo mesmo assim.

Os corpos se apertaram num abraço sincero, eterno.
E no instante seguinte Ana estava debaixo d'água, experimentando o prazer do seu primeiro mergulho.
Bia estava ao seu lado, e assim estaria até o fim do mundo.


- Ai gente, foi só algo que eu quis escrever hoje para não deixar o blog abandonado.
A foto é incrível e eu não pude evitar me render aos encantos dela.
Espero que esse tempo longe das velhas coisas me ajude a trazer coisas novas.
E que esse texto seja um pedaço do que está por vir.
De verdade, eu espero que gostem, mesmo que tenha sido escrito rápido e tenha sido feito no meu jeito corrido habitual de ser. É isso. Eu acho que nunca justifiquei tanto as coisas como fiz agora. =/

9 Comentários:

Rodolpho Padovani comentou:

A cumplicidade delas é sutil e encantadora *.*
E que essa sua fase de mudança possa trazer coisas boas pra sua vida e consequemente para cá...

Bjs =)

L.S. Alves comentou:

Bell às vezes as coisas feitas de forma mais rápida emocionam mais porque deixamos o racional de fora e investimos nos sentimentos.
Eu gostei.
Um abraço moça.

dianaBruna comentou:

Justificativas não se fazem necessárias; só nos faça sentir o que você sente, que é pra isso que estamos aqui!
Um bjoo

@juusep comentou:

Que liindo *-*

VaneZa comentou:

Isso foi um texto escrito rápido e corrido?! Dá licença que eu preciso ler os que foram escritos com calma e tempo.

BeijoZzzz

Sarah Slowaska comentou:

Ai, que coisa linda! Amor, cumplicidade, confiança, amizade, tudo em tão poucas linhas!

"- Eu te amo mais!
- Mas eu nasci primeiro, então eu amo mais!"

Gosto.
Gosto muito.

beijos!

Bell Souza comentou:

Muito obrigada, gente! *-*
eu é que fiquei emocionada com vocês...
Beijos a todos e fiquem sempre à vontade!

Tati comentou:

Oi Bell

Gostei muitissimo do diálogo... Que soou como uma bela história que nos ensinas várias coisas a respeito dos nossos medos e afins...

Quando as justificativas, não precisavas delas Amor... Eu, ao menos, compreendo toda sua necessidade de se ausentar, sua correria e afins... E espero que venham com o tempo coisas boas como sempre sairam de você.

Grande Beijo e obrigada pelo prazer da leitura

Isadora Beatriz comentou:

Que texto mais fofo amiga. E a imagem é muito linda mesmo.
Seu blog está lindo demais, adoro azul. Desculpe a ausência, mas eu acho que deu para explicar tudo no post que eu fiz no blog que por acaso mudei de nome...

Vou ler seus outros textos e as continuações, devem estar maravilhosas!

beijos.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth