Feliz Aniversário, Bell!



Eu era uma menininha um dia desses e agora estou aqui, há três horas e trinta minutos dos meus dezenove anos!
Todas as quedas que levei, todas as lágrimas e todos os sorrisos prepararam meu espírito para este momento. Nunca será igual! Acordar e perceber que meu mundo deu 365 voltas em translação e que eu mesma dei 365 voltas em torno do meu próprio eixo não irá tirar o quanto me tomo por imatura e infantil.
Certamente pessoas estarão em minha cama me desejando as mil maravilhas. Certamente pessoas telefonarão falando as "besteiras" que todos dizem numa data como esta e certamente serei beijada trilhões de vezes por aquele garoto bobo tão dono de si que me deixa desorientada.
Volta e meia serei lembrada dos bolos em forma de castelo que minha vizinha costumava fazer quando eu morava numa cidade pequena demais para citar o nome. Pegarão as fotos amareladas guardadas em caixa especial para que eu veja o quão destemida, corajosa e amorosa eu era.
Solucinhos e lacrimejos são sempre uma realidade neste meu dia assim como minhas unhas bem feitas e meu cabelo devidamente arrumado.
Mas sempre irão lembrar do quanto eu era... graciosa, engraçada, sorriso farto, uma batida de pé e um beijo estalado em qualquer face disposta. Porque é isso que fazem: ficam a lembrar do quanto eu era! Mas não sou mais, oras! Não sou e nem serei! E detesto esse passado jogado na cara e detesto ainda mais as velhas fotos que realçam a minha imperfeição.
Porque tudo nelas é tão desgastado quanto eu mesma e tudo nelas é tão obsoleto quanto a menininha na moldura na parede da sala.

...

Eu era pequenininha um dias desses na minha jardineira jeans amarela e basqueteira All Star. E agora estou aqui com a cara amassada da noite mal dormida, com pilhas e pilhas de assuntos acumulados para o vestibular e uma farda por passar para meu estágio na sexta.
E mesmo assim, eu não pularia este dia. Não o anularia de forma alguma, porque por mais que eu vá ouvir "besteirinhas", vá chorar e vá ver as fotos desgastadas, são essas as minhas lembranças e são essas palavras o meu melhor presente.
Então, se quiser ligar, ligue mesmo; eu ficarei esperando! Prometo que amanhã vou ficar bem receptiva, bem entusiasmada e bem a criancinha de uns oito anos atrás. Depois, no dia seguinte, eu vou apenas me permitir a melancolia do ser que fica mais velho.

- Amores da minha vida, eu estou sendo negligente com vocês. Vou postar mais partes do conto Permanente assim que der. Até porque, se eu não postar, a Monique Premazzi vai sair da cidade dela para vir me dar uns bons tapas de tanta ansiedade! QUE BOM QUE ELA GOSTA TANTO TANTO DO CONTO.
Mais velha amanhã, mas a mesma! Enfim, acho que isso é tudo.

PS: Obrigada pelos comentários! Assim que a "vergonha na minha cara" voltar eu responderei a todos e esse ser na foto sou eu mesma ¬¬!

8 Comentários:

P. Ferreira Garcia comentou:

o tempo e a gente as vezes nem percebe ne; tanto que ficou pra tras, mas tanto que ainda virá. Aproveite seu dia, e parabens !

Camila. comentou:

O tempo passa muito rápido.
Parabéns, tudo de bom pra você :}

Jussara Nascimento comentou:

Parabéns Bell :D Que Deus lhe abençoe, querida!
Ah, e que você continue escrevendo, entregando um pouco de si, para quem aprecia coisas boas e bonitas!
Um beijo.

Isadora Beatriz comentou:

Aproveite seu dia viu! Poxa, 19 anos muita coisa, hein?!

Daqui a pouco vou fazer igual a Monique Premazzi, vou sair da minha cidade e da tapas em você asuhasuhsahusausa

felicidades, beijos, isa.

Naty Araújo comentou:

Parabéns, Bell.
E que venha muitos anos por aí.. com mais felicidade.

Desejo de verdade.
E que venha mais coragem pra vc responder aos comentários kkkkkkkk.

Bjos

Rodolpho Padovani comentou:

Parabéns e td de bom pra vc sempre...
tem selo pra ti no meu blog, considere um presente de aniversário atrasado =)

Bjs...

Emi comentou:

Ah, amei seu texto! Parabéns, viu?
Acho que quanto mais ficamos mais velhas, mais a reflexão sobre a nossa própria vida vai ganhando outras dimensões!
Beijooos!

dianaBruna comentou:

Feliz aniversáario atrasadão anjo!
Tudo de bom pra senhorita, e muitos presentes!
Juro que lhe escrevo um post de presente logo que der, menina!
hehehehehehehe
bjinhooo

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth