Dialeto dos Olhos.

Gostaria de ser mais homem, se impor; mas significaria abrir mão das horas gastas na biblioteca da faculdade. Isso é o que seu pai costumava dizer no café-da-manhã: - Seja homem, moleque!
E de tanto ouvir, começava a acreditar.
Voltou do devaneio virando a página do livro percebendo a presença da garota de pele queimada da exposição ao sol e cabelo de pontas claras dos dias de nado livre em alto mar.
A garota Ana Clara, abismada com o desfecho da estória que acabara de ler parou a mente se deixando observar as pessoas que ocupavam as mesas mais próximas e as outras, que distraidamente liam os prólogos diversos no ímpeto de aniquilar a dúvida cruel de qual volume levar para casa.
Avistou um menino magro, de cabelos fartos na cabeça e nas pernas e imensos olhos verde limo. Então ele, Pedro Lucas, os olhos desviou fingindo não prestar atenção ao súbito calor que lhe subia o corpo.
Puxou assunto com a menina ao seu lado, mas após três frases a conversa perdeu o sentido. Ela, Ana Clara, apoiou-se na estante a sua frente sorrindo um sorriso interno descarado muito notório ao garoto Pedro que lutava em disfarçar a estranheza do seu espírito desde que a moça morena-não-mulata entrou em foco.
Passou a mão nos cachos bagunçados e voltou toda a sua concentração ao livro.
Ana Clara foi esperta ao entender que este momento se fazia único como nenhum outro. Mesmo seu pudor repreendendo-lhe tornou a olhar indolente o Pedro Lucas, o menino das suas aulas de história.
Romance era o último dos seus planos; pegou o marcador de texto, colocou na folha a ser lida caminhando para a outra extremidade da imensa biblioteca aquietando o comichão gritante que em um oitavo de segundo tatuou-se em sua pele.
Pedro Lucas nem chegou a terminar a página para retornar a sua busca frenética pelos olhos da menina nova em sua vida, mas a cadeira ao qual ela sentara encontrava-se vazia.


- Haverá Continuação.

15 Comentários:

Nina comentou:

Que lindo, *_* pode ter certeza que eu volto pra ler a continuação.

Inercya comentou:

Achei que acabaria assim, triste para Pedro Lucas. Mas no finalzinho, você diz "Haverá Continuação". É quase uma luz. hehe
;*

Naia Mello comentou:

Ah. Isso é amor *-*

Naia Mello comentou:

Votei em você. Boa sorte!

MED MUCHSTTER comentou:

700 palavras? É normal sim, só não é bom, né?RS. Se mantenha alerta à essas cópias.

Cízz comentou:

Você escreve muito bem. E eu adorei seu texto.
ótima noite!
:3

Pelo amor ou pela dor .. ! * comentou:

Seeeu blog continua linda flor, parabeéeens! Te acompanhei esse tempo todo viw, e to voltando pro meu ! rss ;*

Parabéns flor .. seus textos continuam maaaaaaaaaara !

dianaBruna comentou:

Intrigante... À espera da continuação!
Beijo Bell!

Pirulito que Bate-Bate comentou:

Volto para ler a continuação. A história está bonita, quando os dois menos esperam, encontram alguém para se apaixonar também.

Thirza Oliveira comentou:

Gostei da sua linguagem! Bem clara, definida. xD

Boa sorte!

Fran Codeco comentou:

Desculpa a demora, mas é claro que eu posso votar em você . e já votei :)

Ariana comentou:

Que linda que ta ficando a história apesar de um pouco triste, aguardo a continuação!


bjos

Monique Premazzi comentou:

Poxa amiga, você anda sumida demais. Vê se aparece mais vezes, saudades de você! E amei demais esse texto, você continua me encantando com suas palavras lindas <3

Christine Wengrzynek comentou:

Belo texto, as palavras muito bem escolhidas, você escreve tão bem, que bom que vai fazer uma continuação. .-.


http://cgw-sonhoperdido.blogspot.com/

Noy Medeiros comentou:

haha' gostei beel's como vc escreve bem, seus textos vem melhorando a cada dia, concerteza voltarei para ler a continuação...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!




amiiiga esquece isso de ciima, aiin adoro seus textos, sempre quis conhecer um carinha lindo numa biblioteca,lendo... que TUDO, me casaria com ele(mentira'). CONTINUA GATONA.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth