Lucidez.

E riu. Tão chorosa de si mesma que não se pode ouvir a alegria da fala.
Pôs sobre os ombros os fardos do mundo e dançou cambaleante perante suas verdades.
Tudo era um sonho. As cores azuis, amarelas, roxas e vermelhas lhe encobrindo a face e as pinturas mal feitas a refletir no espelho.
E riu. Gritou estérica o suicídio iminente e gargalhou da própria insanidade.
Ela era ela, toda ela e outros seres. Era um casal apaixonado e o nojo da lida. Era a nudez da pele negra que deitava em seu leito à noite; e vibrava à doçura dos filhos brancos que possuía.
E riu. E a imagem no espelho sorria em resposta, provocando-a, atiçando-a, revirando na mente e no estômago seus mais obscuros desejos.
E seus segredos, que já não eram mais seus, escoaram casa afora tão intensos e puros como o sangue que tingia suas mãos.
E riu. E assim era ela. Toda a morte e a perda que trazia no âmago.

Texto sob influência direta da minha Diva e Mestre Clarice Lispector e seus Laços de Família.

5 Comentários:

Ana Wants Revenge comentou:

ela tmb eh minha diva rsrs.
adorei o texto!

beiiijo
.
.
.

Violeta comentou:

NOSSA, fico sem palavras lendo esses seus textos <3
tudo tão bem escrito, tão simples de ler, mas que me deixa um tempo pensando.

se cuida :*

Garota Ambulante comentou:

Não da nem pra comentar teus textos, são tão ... Enfim, lindo!

Caroline comentou:

que texto lindo! MEU Deus, eu amei.

diana(B)runa comentou:

Dizer que é tocante é pouco.
Atinge a alma.
Incrível, amiga.
=*

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth