Fidelidade de meu Deus.

Eu fico me perguntando se um dia volto a ser àquele edifício sem rachaduras, mas a resposta é simples, eu sei que não.
Mesmo com muita tinta e argamassa para colorir e tapar os buracos um prédio exposto aos efeitos do tempo não volta a ser novo.


- Para calar minha medíocre poesia.

4 Comentários:

Gislãne comentou:

Nessa vida anda-se pra frente!
Graças a Deus não podemos voltar ao minuto passado!

Beijos!

:)

rz comentou:

mas talvez o bom seja isso mesmo, se renovar, não ser sempre a mesma. só manter o cuidado com a essência;
é isso ai.
já te sigo, mas faz muito tempo que não passo aqui. o blog tá lindo.

Bianca Santos comentou:

Acho que mesmo sabendo que a gente não vai poder voltar sempre há esse desejo aceso e vivo de querer, a gente sabe que é impossível voltar a ser como antes, mas de certa forma a gente espera que de alguam forma, mesmo que breve isso aconteça. É bem isso que todos nós sentimos, ou vamos sentir, enfim, faz parte. Espero sua visita. Gostei muito do seu blog, de verdade! Pretendo voltar :D bjs

Ícaro Magalhães comentou:

Isso é verdade. Muito bom!!

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth