Tristeza tem nome e endereço certo.

Para borrar a tristeza é que se fez a canção de dias melhores. Para pintar o cordão da mente sincera é que se fez o interruptor e a luz.
Para matar a saudade dos braços quentes em noite de frio é que se fez o amor e a ternura dos teus olhos amarelos. Para calar a boca exausta do amor de novela é que se fez a criança antipática e a palavra direta.
Para essa vida que não pára é que se fez o relógio de pilha e engrenagem quebrada.
Para mim que não faço sentido, casa, beijo, amor, moradia, planos, amigos, desejos, filiação e contato é que se fez coração e poesia.


Poesia é a única beleza desse meu dia.

4 Comentários:

Juliane Bastos comentou:

Nossa que tocante Bell. Tudo tem seu porquê, tudo tem uma fórmula exata, senão seria uma bagunça geral.

Adorei essa parte:
"Para matar a saudade dos teus braços quentes em noite de frio é que se fez o amor é a ternura dos seus olhos amarelados."

Parabéns :)

@anapribeiro_ comentou:

Nossa, adoreei Bell. Para cada coisa, se é criado algo, assim como para nossas tristezas e saudades, que encontram nas linhas vazias a forma de diminuir a si mesma.
Beijos.

http://ribeiroap.blogspot.com/

Mia comentou:

Quantos sentimentos em poucas palavras. Ah, eu queria ter o dom de escrever em poucas linhas o que sinto, mas realmente não consigo; preciso de muito mais palavras para me expressar.
Lindo seu texto, muito profundo e com um "quê" de poesia.
Bjo! (:

http://miasodre.blogspot.com/

Caroline comentou:

Que delícia ler você, sério!
Tem post dedicado a ti no blog.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth