As datas falam por si e os trechos dos livros meus, também.

Minha criança, desejo-te o amor primaveril dos dias quentes.
Que seja sensato com a vida, ponderado nas atitudes e que saiba fazer boas escolhas.
Minha parte, meus olhos, minhas mãos. Você tem de mim o que lhe cabe, sinta-se feliz por isso.
Permanecerei presente mesmo que não haja mais alguém. Seremos apenas eu e você.
Levarei seu café da manhã na cama, te acordarei com cócegas nos pés e lhe beijarei a face.
Contarei histórias antes do seu sono chegar e existir, para nós, será sempre uma grande aventura.
Talvez eu passe um tempo longe da cidade nos meus momentos de nostalgia, mas não ficará só.
Te terei em meus pensamentos, coração e em minha pela como tatuagem. Estar perto não é físico!
Quando eu faltar em presença apegue-se a constante certeza que te dedico de ser pessoa amada.
Meu menino, alegra-te por ser quem tu és. Não queira crescer depressa, não queira a maldade dos homens; deseje o meu colo ansioso por ti.
Os dias frios serão nossos! Os dias chuvosos serão do calor das cobertas. E os dias de Sol serão para nadar e correr.
Eu lhe vestirei um agasalho, colocarei meia e luvas à noite e segurarei sua mão frente ao mar. Sempre!
Até quando eu estiver ausente. Estar perto não é físico. Acredite!
Meu amor mais puro! Meu amor mais sublime! O complemento da felicidade.
Por enquanto, durma seu sono feliz! Aquiete-se na ternura dos meus braços e deixe que eu cuido da louça amanhã, mas só amanhã. 
Quero aproveitar esses segundos raros que são os batimentos calmos, sem alta velocidade.
Eu odeio te ver chorar, portanto, acabe com suas lágrimas e escute.
Vou aproveitar seus olhos fechados para arrumar os brinquedos, preparar um chocolate quente e te ver crescer para mim.

Do seu maior amor. Para o meu maior amor. 

Sonho os sonhos que não são meus. 
E vivo essa inconstância sem fim.
Ele, o menininho dos meus planos.
 Eu, a mulher da realidade dele.
25/04/2010 - Adaptado. 

5 Comentários:

Jussara Nascimento comentou:

Ain Bell, que texto mais "mãe" haha. Adorei!
Um texto leve, suave, terno. Um texto, beem mãe :D AHUSIAHS
Sucesso querida!
Beeijo!

Biia. comentou:

oun, *---*
acho que essa são as palavras que toda mãe tem na cabeça quando veem os filhos.Essa frase me chamou atenção.

'Quero aproveitar esses segundos raros que são os batidos calmos, sem alta velocidade.'

Minha mãe sempre fla, ontem mesmo voce era minha bebezinha, e agora já está aii grande, indo pra faculdade. Observamos ... o tempo passa rápido, e devemos aproveitar cada segunda, independente de quão besta este segundo seja.

- looikiwi comentou:

ai que coisa mais fofa maan *-*
parabens.

@juusep comentou:

Cara que lindo *-*
Deu para ter uma noção de amoor sublime, perfeito!

Renata comentou:

Oie Bell, tem selo para você lá no Sem Calendários. Dá uma passadinha (:

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth