Silvestre.

Eu sou pássaro livre, moço; silvestre!
Pássaro que passeia sem casa
Pombo que dispensa endereço. 
Eu não sei ser presa, moço 
Criatura indefesa que canta em gaiola. 
Eu sou dos pastos, 
das roças, 
dos campos, 
do cerrado; 
eu sou dos Pampas! 
Sou morena faceira que guarda no peito um amor que consola. 
Sou livre de alma e de ti desconfio 
Sou pássaro que carrega no bico o desapego do mundo 
E sou bicho que não precisa de dois para ser um.



4 Comentários:

Jorge Lima comentou:

Ser livre é algo dificil neste mundo, as pessoas se prendem tanto a sentimentos passageiros e culpam tanto aos outros por não ser pessoa. Mas para ser pessoa livre a escolha por primeiro deve ser nossa, não é?!

Bell Souza comentou:

Claro que sim, a liberdade é um bem que eu prezo e cultivo!

Gabriele Santos comentou:

lindo, lindo.
Tão bom termos este sentimentos de liberdade e sabermos que a nossa felicidade depende de nós mesmos.
Adorei, adorei.
Parabéns.

Naia Mello comentou:

Também gosto da sensação de liberdade.

 
Licença Creative Commons
O trabalho About My Truth - Sobre As Minhas Verdades de Rebeca C. Souza foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://bell-aboutmytruth.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em https://www.facebook.com/aboutmytruth